Fumaça de Ética nas 'Redes Sociais'

Vários objetos simbolizam a ideia de conexão, como ‘teia’, ‘trama’ ou ‘rede’. Entretanto, o peso da Rede Mundial de Computadores na vida contemporânea leva-nos a consagrar a palavra ‘rede’ como sinônimo de ‘conexão’. #legeduca
É fato que há milênios o homem vive em conexão,
ou, se preferirmos, em rede. “Ninguém vive sozinho” ou “O homem é um ser social” são expressões, uma popular e outra acadêmica, daquilo que todos sabemos: o ser humano é um animal gregário, vive em conexão com outros animais da mesma espécie.
Essas conexões são estabelecidas por razões diversas: naturais (pais), afetivas (amigos), impositivas (trabalho), interessantes (contatos), etc. Enfim, somos um animal que vive em rede social, a qual é constituída por diversas causas.
Desse modo, a rede social de um homem é o conjunto dos diversos tipos de conexões que ele estabelece com outros homens. Ela já foi chamada de clã (sociedade), gens (classe social), métier (segmento de trabalho), círculo de amizades (vínculos afetivos), etc. Atualmente, associa-se ‘rede social’ com site de conexões entre pessoas. Percebe-se que no decorrer do tempo tendemos a reduzir o significado do que dizemos. Aquilo que um dia remeteu-nos a relações sociais hoje nos remete à ferramenta de comunicação.
Ao se perguntar para que servem as redes sociais, há quem olhe para ‘redes sociais’ pelo sentido amplo do termo, relações sociais, e outros pelo seu significado reduzido, ferramentas de comunicação. No primeiro caso, o aspecto fundamental da discussão é a Ética. No segundo caso, a Técnica. Tanto a Ética como a Técnica são aspectos necessários à relação humana. Por isso, discussões sobre ambos são muito pertinentes quando o assunto é rede social.
A humanidade desenvolveu várias técnicas para se comunicar. Desde os gestos entre os primitivos, passando pela fala, pelos sinais de fumaça e pela escrita, o homem sempre usou alguma técnica para se comunicar com aqueles a quem está conectado. Hoje existe a técnica digital e com ela surge uma ferramenta chamada ‘rede social’. Essa é uma ferramenta inovadora em relação a outras ferramentas digitais de comunicação que, além de agilizar a comunicação e ampliar o alcance físico da comunicação, facilita a criação rápida de novas conexões entre os homens.

Essas questões técnicas são aceitas por todos. Ninguém diverge quando às vantagens técnicas da rede social digital. Então, por que as discussões acerca de ‘redes sociais digitais’ é considerada polêmica?
A polêmica que se vê nas discussões sobre ‘redes sociais digitais’ é acerca do comportamento humano (http://www1.folha.uol.com.br/tec/871279-redes-sociais-enfrentam-mare-de-ciberceticismo.shtml e http://blogs.universia.com.br/alfredopassos/2010/04/22/o-que-sao-redes-sociais). A discussão que está ocorrendo de fato não é técnica, mas comportamental. Com ou sem abordagem psicológica, a questão real que está posta é sobre o caráter ético das relações humanas nas redes sociais.
Relação humana nas redes sociais não é relação humana? Discutir o caráter das relações humanas, na web ou fora dela, não é discutir o caráter ético dos indivíduos? Talvez o debate sobre ‘redes sociais’ seja apenas uma vitrine a nos mostrar que há uma necessidade generalizada de debater sobre Ética.
Ao que parece, há fumaça de Ética na busca por sentido às redes sociais. Dizem que onde há fumaça há fogo, tomara que pegue!



http://valeriafarhat.blogspot.com/  http://educacaoparafilosofia.blogspot.com.br/  http://objetividadeedesburocratizacao.blogspot.com.br/ http://filosofiaparaeducacao.blogspot.com.br/ http://cafelegumes.blogspot.com.br/ http://republicafederativadobrasil.blogspot.com.br/ http://www.legeducacional.com.br/  #educação #redessociais #socialmedia #inovação

2 comentários:

  1. Uma coisa que poucas pessoas sabem é que aqui na Internet existem regras de conduta e comportamento que já foram estabelecidas em outubro de 1995 pelo IETF, Internet Engeneering Task Force, órgão que estabeleceu os padrões para seu funcionamento. Essas normas estão contidas no documento chamado RFC1855, que pode ser visto em sua íntegra aqui: http://tools.ietf.org/html/rfc1855 Apesar desse documento não ter força de lei, ele é seguido pela maioria das pessoas que querem ser compreendidas por aqui, tanto que veio a ser conhecido como "Netiquette", isto é, algo como a "Etiqueta" de bom comportamento na Internet. Uma versão em portugues desse documento pode ser visto aqui: http://pt.wikipedia.org/wiki/Netiqueta

    ResponderExcluir
  2. Boa Tarde!
    Achei muito intessante sua postagem quando fala sobra a questão das redes sociais.
    A preoupação é que nosso jovens estão cada vez mais se expondo nessas redes descontroladamente.
    Isto é preocupante...

    ResponderExcluir